Um conto de Natal

Charles Dickens (1812-1870) chamava o seu A Christmas Carol (apesar de a tradução brasileira ter sido Um conto de Natal, trata-se de um romance) de “meu livrinho natalino”. Modo de falar, pois o sucesso foi enorme. Publicada em 1843, continua sendo até hoje uma história popular. Fala da redenção do velho e aparentemente insensível Scrooge, que recebe a visita de alguns fantasmas que lhe fazem reavaliar o seu modo de viver.

Continue lendo ›

Paul Auster lírico

Reconhecido pelos romances, roteiros de cinema e ensaios, Paul Auster também publicava poemas na juventude, que foram lançados este ano no Brasil. Poucos leitores de A Trilogia de Nova York ou de O Livro das Ilusões, best-sellers do autor, podiam imaginar Todos os poemas, que compreende a produção de Auster em um período de 1967 a 1979, a partir de seus 20 anos.

Continue lendo ›

Vanessa Silla e seus escritos urgentes

Mestranda em Escrita Criativa na PUCRS – onde também se graduou em Letras e cursou especialização em Literatura Brasileira – Vanessa Silla é autora de cinco livros. O último deles, Nanotempo(Editora Bestiário), acaba de sair do prelo. O livro se integra a Nanoescritos (2008) e se caracteriza por narrativas breves, que, segundo a autora, refletem a “urgência moderna”. A seguir, ela fala mais sobre seus projetos literários.

Continue lendo ›