Índice H

O índice h é um indicador de desempenho que analisa de forma quantitativa a produção científica de um autor medindo, ao mesmo tempo, a sua produtividade (pelo número de publicações) e o impacto das suas publicações (pelo número de citações recebidas).

Considerado um índice bibliométrico, foi criado pelo físico Jorge Hirsch, professor da University of California San Diego, em 2005, e publicado pela revista PNAS no artigo An index to quantify an individual’s scientific research output.

O Índice H não é um número estático, pois um artigo pode continuar recebendo citações ao longo dos anos. Por isso, seu cálculo é feito a partir do número de artigos publicados por um autor que tenham sido citados pelo número igual ou maior que o número de artigos publicados por ele. Ou seja, na prática, se uma pessoa possui Índice H igual a 39, significa dizer que ela tem pelo menos 39 trabalhos publicados que receberam, pelo menos, 39 citações cada trabalho. Identificando, assim, o núcleo mais produtivo de um determinado pesquisador.

Inicialmente, foi criado para avaliar a produção científica de pesquisadores da área da Física. Porém, hoje é utilizado para medir a produtividade e a relevância do trabalho de um determinado pesquisador individualmente, independente da área do conhecimento. Além disso, o Índice H pode ser utilizado para medir a produtividade de um departamento, instituição, país, revista, dentre outros.

Assim como todo indicador bibliométrico, o Índice H não deve ser considerado isoladamente, é preciso combiná-lo com outros indicadores de desempenho como, por exemplo, área do conhecimento e tempo de carreira. As agências de fomento, como o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), utilizam também esse indicador como parâmetro para a decisão de subsídios de bolsas e projetos de pesquisa.

Para calcular o Índice H

O Índice H é atribuído de forma automática por algumas bases de dados. É importante mencionar que ele pode mudar de acordo com o número de publicações indexadas e citações contabilizadas em cada base.

Contudo, o Índice H também pode ser calculado manualmente, ordenando as publicações com o número de suas respectivas citações de forma decrescente. O Índice H será o ponto de encontro entre o número (quantidade) da publicação com o número das citações recebidas.

Artigos publicados Nº de citações recebidas (decrescente)
Artigo 1 39
Artigo 2 25
Artigo 2 15
Artigo 3 9
Artigo 4 8
Artigo 5 5 ÍNDICE H = 5
Artigo 6 1

Índice H de um autor utilizando bases de dados específicas

Web of Science

É uma base de dados multidisciplinar que além de indexar artigos de pesquisa, indexa, também, as citações recebidas por esses documentos, o que garante a possibilidade de consultar o índice h de vários autores.

Para verificar o Índice H na Web of Science:

  1. Acesse o OMNIS;
  2. Acesse a opção de “Bases de dados”;
  3. Busque por “Web of Science”;
  4. Acesse a interface da base;
  5. Faça sua pesquisa pelo sobrenome e as letras iniciais dos prenomes do autor escolhendo o rótulo “autor”;
  6. No resultado, clique em “Criar relatório de citações“.

Você obterá informações sobre as citações e o índice h do autor pesquisado.

Scopus

É uma base de dados multidisciplinar que indexa documentos e citações possibilitando o cálculo do índice h.

Para verificar o Índice H na Scopus:

  1. Acesse o OMNIS;
  2. Acesse a opção de “Bases de dados”;
  3. Busque por “Scopus”;
  4. Acesse a interface da base;
  5. Faça sua pesquisa pelo sobrenome e prenomes do autor no menu “Authors”;
  6. No resultado, selecione aquele que corresponde ao nome do autor procurado e clique em “View citation overview“.

Você obterá informações sobre as citações e o índice h do autor pesquisado.

Google Acadêmico

A base de dados permite que pesquisadores tenham seu índice h calculado a partir de perfil criado no Google Acadêmico. O cálculo é feito por algoritmos que identificam as publicações e suas citações que estão disponibilizadas na web.

Para verificar o Índice H no Google Scholar:

  1. Acesse o Google Scholar;
  2. Digite o nome do autor na caixa de busca;
  3. Clique em “Perfis de usuário para nome do autor”;
  4. Clique no nome do autor.

Você obterá informações sobre as citações e o índice h do autor pesquisado. Você também pode criar seu perfil em “Obter meu próprio perfil” para obter e divulgar os seus índices de citações.

SciElo

O índice h também pode ser calculado manualmente como é o caso, por exemplo, dos artigos publicados em revistas indexadas na base de dados SciElo. Você pode calcular também através da SciElo Citation Index que trará informações de 1997 até o presente.

Para verificar o Índice H na SciElo:

  1. Acesse o OMNIS;
  2. Acesse a opção de “Bases de dados”;
  3. Busque por “SciElo Citation Index”;
  4. Acesse a interface da base;
  5. Faça sua pesquisa pelo sobrenome e as letras iniciais dos prenomes do autor escolhendo o rótulo “autor”;
  6. No resultado, clique em “Criar relatório de citações“.

Você obterá informações sobre as citações e o índice h do autor pesquisado.

Ainda ficou com dúvidas? Entre em contato com o Setor de Apoio à Avaliação, Pesquisa e Publicação pelo e-mail biblioteca.apoio@pucrs.br ou pelo telefone (51) 3353-6073.

Como consultar o índice h de um autor na base de dados Scopus

Como consultar o índice h de um autor no Google Acadêmico

Fontes consultadas:

BARRETO, M. L.; ARAGÃO, E.; SOUSA, L. E. P. F.; SANTANA, T. M.; BARATA, R. B. Diferenças entre as medidas do índice-h geradas em distintas fontes bibliográficas e engenho de busca. Revista de Saúde Pública, São Paulo, v. 47, n. 2, p. 231-238, 2013. Disponível em: https://www.scielosp.org/article/ssm/content/raw/?resource_ssm_path=/media/assets/rsp/v47n2/0034-8910-rsp-47-02-0231.pdf. Acesso em: 11 set. 2018.

HIRSCH, J. E. An index to quantify an individual’s scientific research output. PNAS, Washington, DC, v. 102 n. 46, p. 16569-16572, 2005. Disponível em: http://www.pnas.org/content/102/46/16569.abstract. Acesso em: 03 set. 2018.

MARQUES, F. Os limites do índice-h. Pesquisa FAPESP, São Paulo, ed. 207, maio 2013. Disponível em: http://revistapesquisa.fapesp.br/2013/05/14/os-limites-do-indice-h/. Acesso em: 03 set. 2018.

MARQUES, F. Publicar não é tudo: artigo propõe um método qualitativo para avaliar desempenho de pesquisadores. Pesquisa FAPESP, São Paulo, ed. 124, jun. 2006. Disponível em: http://revistapesquisa.fapesp.br/2006/06/01/publicar-nao-e-tudo/. Acesso em: 10 set. 2018.